Como pensar fora da Caixinha?

As características de um profissional engajado vão além de ter ideias. É fundamental expressá-las. O Brainstorming é uma ferramenta que possibilita pensar fora da caixinha e permite que as ideias saiam em maior quantidade e em um tempo reduzido.

“Tivemos mais ideias nesse momento de Brainstorming, que teríamos em um maior espaço de tempo e com maior desgaste, ele é uma ferramenta que poupa tempo e direciona melhor os recursos.” diz um dos diretores após o momento “Chuva de ideias”, tradução grosseira para Brainstorming, que foi feito na semana passada com a finalidade de produzir temas para o projeto Mol! na Web 2.0.

Essa metodologia de explorar ideias gera um momento que propõe colocar as ideias fora da mente, pensar fora da caixinha, mesmo que essas ideias inicialmente não sejam ótimas. O exercício de Brainstorming estimula criar sobre o já criado, transformando ideias primárias em ideias melhor elaboradas. Essa é uma das 7 regras dessa ferramenta.

Estar com papel e caneta em mãos ajuda a dinamizar o processo, possibilitando que cada participante do Brainstorming escreva uma palavra ou frase que faz referência à sua ideia em um pequeno papel que é colado direto na parede, possibilitando assim uma melhor visualização pelo time.

Uma conversa por vez, Quantidade importa (é importante criar o máximo de ideias possíveis),Construir sobre as ideias dos outros, Encorajar as ideias ousadas, Ser visual (se necessário recorrer a desenhos, croquis, gráficos rápidos), Não fazer críticas nem julgamentos e Manter o foco, são regras básicas do Brainstorming, chaves importantes que juntamente com o envolvimento da equipe, entendimento das 7 regras e o volume de ideias produzidas, garantem que sempre seja possível levantar novas perspectivas sobre um tema ou problema abordado.

 

voltar para postagens

deixe um comentário